Cosméticos Veganos : 4 motivos para você começar a usar

Hello amores! 

O que são cosméticos veganos?

Os cosméticos são considerados veganos quando atendem a 2 critérios obrigatoriamente: o primeiro critério é, a formulação não poderá conter nenhuma matéria prima de origem animal ( por exemplo: cera de abelha, mel, lanolina...) e o segundo critério é que o produto final e suas matérias primas não foram testadas em animais.

Já que o veganismo é um movimento que busca excluir na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade. O estilo de vida vegano está fundamentado no respeito aos direitos dos animais.

 4  benefícios cosméticos veganos (e naturais(:

1 – Biocompatíveis com a pele:

Podemos sentir e ver imediatamente após o uso, como nossa pele recebe bem os ingredientes de um produto de origem vegetal. Os ativos vegetais, presentes nos cosméticos naturais são melhores absorvidos pelo tecido cutâneo. Podemos sentir isso através de uma pele mais hidratada, macia, sedosa e radiante. Os ativos vegetais possuem eficácia comprovada.

Os ingredientes dos cosméticos veganos e naturais são ricos em ácidos graxos essenciais como manteigas e óleos e possuem ação anti-inflamatória, calmante e alta concentração de antioxidantes naturais que contribuem para retardar o envelhecimento precoce.

2 – Livres de crueldade:

Na maioria dos cosméticos convencionais são realizados testes em animais e possuem também ingredientes de origem animal como leite, mel, própolis, tutano, queratina, entre outros.

Os animais mais utilizados nos testes são os coelhos, no caso de batons, por exemplo, para cada 1 nova cor de batom 3 coelhos morrem. Ao optar por cosméticos naturais e veganos, você deixará de contribuir para o uso e criação de animais que são usados em testes e práticas que são nocivas para os nossos bichinhos. Os cosméticos veganos protegem os animais de sua exploração e você contribui para a causa.

3 – Sustentabilidade:

Os cosméticos veganos e naturais também são mais benéficos para o meio ambiente, pois eles geram menos resíduos em suas fabricações. À medida que nos conscientizamos dos danos que nos causamos a Terra, fica claro que entulha-lá em nome da vaidade simplesmente não é legal.

4 – Ingredientes naturais

O que gera muita dúvida ainda é a diferença entre um cosmético natural e um cosmético vegano e pra quem tá começando é muito importante saber o conceito de cada um deles. Então vamos aos conceitos:

Cosmético natural: um cosmético é considerado natural quando possui em sua composição 95% de ingredientes de origem natural. Incluem nos ingredientes de origem natural os vegetais, minerais e animais, mas atualmente no Brasil não há uma legislação especifica para esse grupo de produtos, por isso não se iluda com os rótulos que transmitem a ideia de um produto verde e natureba. 

Cosmético vegano: um cosmético é considerado vegano quando não contém nenhum ingrediente de origem animal, mas pode conter ingredientes sintéticos como os parabenos, sulfatos entre outros. O conceito de cosmético vegano está relacionado  com o estilo de vida vegano, que deseja acabar com todas as formas de exploração animal, eliminando dessa forma somente os ingredientes de origem animal.

Cosméticos Cruelty-free (sem testes em animais): a forma mais fácil de saber se um cosmético é testado em animais ou não é procurar pelo selo de “Cruelty-free” ou “Livre de testes em animais”. Esses selos são fornecidos por ONGs como a PETA, PEA e SVB. Agora se deu dúvida uma dica é pergunte diretamente a empresa.

Então não necessariamente um cosmético vegano é também saudável e natural, saber ler os ingredientes que estão nos rótulos é super importante e te empodera a fazer boas escolhas.

Aqui na Le Fruit nós temos cosméticos naturais, veganos e cruelty free, porque sim a gente acredita em uma beleza limpa, saudável e prática, porque a vida é muito curta para ter longos rituais de beleza.

Qual a diferença entre vegano e orgânico?

 A diferença entre um cosmético orgânico e o vegano está na composição dos ingredientes. Um cosmético para ser considerado orgânico ele deve possuir no mínimo 95% de matérias primas orgânicas em relação à quantidade total de matérias- primas naturais utilizadas na formulação, já os cosméticos veganos tem como principio excluir ingredientes de origem animal, mas como já foi dito anteriormente é permitida a presença de ingredientes sintéticos, ou seja, os cosméticos veganos não possuem como premissa o uso de ingredientes de origem vegetal. A premissa no caso de cosméticos veganos é sempre pela exclusão de ingredientes de origem animal.

Mercado de cosméticos veganos

O tamanho do mercado global de cosméticos veganos tem previsão de chegar a US $20,8 bilhões até 2025, de acordo com o novo relatório da Grand View Reserch, Inc. A demanda crescente por cosméticos veganos entre a geração dos millennials, que são aquelas pessoas nascidas entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000, impulsiona o crescimento do mercado de cosméticos.

Não existem números que deem a real dimensão do mercado de cosméticos naturais, orgânicos, veganos e sustentáveis no Brasil, mas alguns estudos reforçam que esse mercado, apesar de ainda pouco expressivo, tem um potencial de crescimento surpreendente. Segundo relatório da Grand View Research o mercado global orgânico de cuidados pessoais deverá atingir US$ 25,11 bilhões até 2025.

Para a Euromonitor, o consumidor, com o maior acesso a informações sobre o impacto dos ingredientes à saúde e também sobre a origem, o processo de produção e o impacto socioambiental dos produtos que consomem, vem impulsionando a busca por um estilo de vida mais natural e sustentável.

 

Referências: 

https://www.cosmeticosbr.com.br/conteudo/article/mercado-global-vegano-de-cosmeticos-deve-atingir-us-208-bilhoes-ate-2025/

https://www.cosmeticinnovation.com.br/crescimento-dos-cosmeticos-naturais-organicos-veganos-e-eticos-e-tendencia-irreversivel/

Deixe um comentário

Nome .
.
Mensagem .