* ENVIAMOS PARA TODO BRASIL * FRETE GRÁTIS ACIMA DE R$ 130,00 * PARCELAMENTO EM ATÉ 3X SEM JUROS*

Saiba tudo sobre pele ressecada: causas, sintomas e como tratar

mulher passando produto Le Fruit na mão

O ressecamento da pele é um episódio muito comum e pode ser provocado por motivos variados. Dentre eles, é possível destacar aspectos climáticos, fisiológicos e hábitos de vida prejudiciais à saúde do maior órgão do corpo humano. Além disso, fatores genéticos e tratamentos médicos influenciam diretamente a aparência dela.

O sintoma acontece geralmente no período mais frio do ano, por isso ter cuidados com a pele no inverno é fundamental para que a mesma fique saudável e bonita. Mas, quais ações de autocuidado devem ser tomadas? Como deixar a pele com aspecto vivaz e sedosa o ano todo?

As respostas para essas e outras perguntas você confere agora neste guia completo sobre o ressecamento da pele de todo o corpo. Vamos juntas?

O que é a pele ressecada?

A pele ressecada é uma modificação física na barreira cutânea, que é formada por lipídios e outros nutrientes. Quando o sintoma acontece, há uma drástica redução na produção deles. Assim, a retenção de água nas células fica bastante prejudicada.

Com isso, as glândulas sebáceas têm dificuldade de manter a oleosidade responsável por lubrificar e hidratar a região. Uma pele bem hidratada tem um microbioma em equilíbrio. Nele, existem bactérias que ajudam na proteção da pele.

Assim, quando acontece uma desidratação em uma determinada área da pele, o equilíbrio do microbioma é prejudicado, o que leva a uma reprodução desordenada dos microorganismos.

mulher segurando produto Le Fruit próximo ao rosto

Quais os sinais de pele ressecada?

Quando os quadro se estabelece é possível notar alguns sinais de pele ressecada. Alguns são mais comuns, outros podem aparecer em quadros específicos, como depois de uma exposição prolongada ao sol ou a compostos químicos por exemplo.

Veja esses sintomas na íntegra e fique de olho:

  • Pele sem luminosidade;
  • Pele esbranquiçada;
  • Pele escamosa;
  • Pele com vermelhidão;
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Pele com rachaduras;
  • Pele com feridas.

Os sintomas de pele rachada ou com feridas são considerados graves. Podem acontecer em casos variados. Por exemplo, em quadros falta de nutrientes como a vitamina K, podem ser motivadores do surgimento de manchas escuras na pele. Por sua vez, a carência de vitamina B3 pode ocasionar feridas na pele.

Descubra 9 fatores que deixam a pele ressecada

mulher passando produto Le Fruit na perna

Descubra agora 9 fatores que podem deixar sua pele com aspecto de ressecamento. Preste bastante atenção se você está em exposição frequente a alguns deles. Em caso de dúvidas, é muito importante consultar um especialista de sua confiança.

1. Alterações de temperatura

As alterações de temperatura influenciam no funcionamento das glândulas sebáceas. No inverno, a tendência é que elas produzam menos óleos e o processo de sudorese fique reduzido.

No verão, pode acontecer um quadro parecido, já que devido às altas temperaturas as glândulas eliminam mais água, entretanto a produção de oleosidade também cai.

2. Banhos muito quentes

Outro fator muito comum que causa o ressecamento da pele são os banhos muito quentes. Eles são uma delícia nos dias mais frios. Todavia, a água em temperatura mais elevada retira toda a oleosidade da pele, deixando a mesma desprotegida.

O cenário pode ser pior para quem já tem uma pele naturalmente mais ressecada ou uma pele sensível. Já abordamos por aqui os cuidados para pele sensível, o conteúdo está incrível!

Um outro ponto de preocupação é a utilização de sabonetes não testados e em desacordo com seu tipo de pele. Eles podem trazer ainda mais danos.

3. Maus hábitos alimentares

Ter maus hábitos alimentares, com baixa ingestão de frutas, legumes e verduras contribuem para uma pele mais ressecada. Esses alimentos são ricos em minerais e vitaminas que atuam na manutenção e renovação do tecido, ajudando a proteger e manter a pele sempre em dia.

Aliado a uma alimentação de baixa qualidade, o baixo consumo de água é um grande vilão da pele saudável. O líquido ajuda na circulação, removendo substâncias indesejadas e conduzindo nutrientes para todas as regiões do corpo.

O resultado é uma pele descamando, sem vida e com pouca elasticidade.

4. Roupas com tecidos sintéticos

Quando você utiliza roupas com tecidos sintéticos que não permitem uma troca de calor muito efetiva com o ambiente, sua pele pode sofrer.

As vestimentas com elastano, poliamida e até mesmo jeans são capazes de deixar a pele mais áspera e ressecada.

5. Envelhecimento

O envelhecimento da pele é um processo natural contra o qual todos vamos passar. A pele vai perdendo elasticidade e rigidez com o passar dos anos. Além disso, a hidratação e a oleosidade dela também vão ficando cada vez mais reduzidas.

Os sinais são mais evidentes no rosto, nos cotovelos e joelhos. Entretanto, qualquer outra parte do corpo pode sofrer com os implacáveis sinais do tempo.

[[ Imagem ]]

6. Utilização de medicamentos

Os medicamentos que têm ação diurética fazem com que o corpo perca água de forma excessiva. Entre eles se destacam a furosemida e hidroclorotiazida, que intensificam a eliminação da urina e sódio, com objetivo de regular a pressão e aliviar o inchaço do paciente.

Alguns remédios para alergia, pressão alta e as estatinas podem provocar o efeito similar.

7. Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma doença que causa a desidratação da pele. Nesse quadro, as células da pele têm grande dificuldade de sintetizar lipídios que atuam na retenção de água na pele, deixando a mesma com aspecto ressecado.

A doença ocasiona ainda outros sintomas mais graves na pele como o aparecimento de manchas ou lesões avermelhadas na pele e coceiras. Os sinais aparecem geralmente nas mãos, joelhos, cotovelos, pés e nas genitálias.

8. Queda de nível de estrogênio

O estrogênio é um hormônio feminino importante para a manutenção da boa saúde da pele. Ele faz parte do processo de síntese e produção de gorduras que seguram a água nas células da pele.

Dessa forma, quando os níveis de hormônio caem a níveis mínimos então a mulher entra na menopausa. Ela acontece entre os 45 e 55 anos e provoca algumas alterações na pele.

Além do ressecamento, a rigidez e a firmeza também são perdidas, já que o estrogênio atua ainda na síntese do colágeno. Essa substância está diretamente ligada à saúde e beleza da pele, isso sem falar nos cabelos e unhas.

9.Diabetes

A diabete pode deixar a pele ressecada. Os nervos que conduzem o impulso nervoso que desencadeiam a produção de lipídios podem ser lesionados pela doença.

A diabetes também altera o metabolismo, fazendo com que o indivíduo sinta fome e sede exageradas. Outros sintomas como boca seca e cansaço e vontade de ir urinar diversas vezes colaboram para a desidratação do corpo, refletindo na pele.

Como tratar a pele ressecada?

 

mulher passando produto Le Fruit na mão

O tratamento da pele ressecada consiste em evitar situações em que ela seja agredida. Na verdade, o nome certo poderia ser autocuidado.

Tenha sempre em mente que você é capaz de tomar decisões direcionadas a sua saúde e bem-estar, ok? O que é bom para a pele, faz bem para o corpo e para alma também.

A pergunta então que fica é como passar por tudo isso da melhor maneira possível e ter um corpo saudável, uma mente tranquila e uma pele bem cuidada? Confira uma lista rápida com dicas para começar a aplicar já:

  • Beba água de acordo com suas necessidades diárias;
  • Se alimente corretamente;
  • Faça uso de hidratante e protetor solar;
  • Utilize roupas confeccionadas com materiais naturais;
  • Pratique uma atividade física regularmente;
  • Tenha cuidado com a temperatura do banho;
  • Visite um médico e faça exames com a frequência necessária para sua idade;
  • Evite situações estressantes;
  • Seja feliz!

Tenha cuidados com a pele no inverno

A pele costuma a sofrer mais no inverno. Durante essa época do ano, as glândulas sebáceas produzem menos óleo. Além disso, a transpiração fica reduzida e os benefícios do suor para pele somem. Inclusive, já abordamos esse assunto em detalhes por aqui!

produto Le Fruit sendo passado nas mãos

O ambiente fica mais seco e os banhos pelando de quente são muito comuns. Ou seja, elementos que deixam o cenário perfeito para a pele se sentir castigada. Reduza o tempo em baixo da água quente e sua pele vai agradecer muito.

Além disso, use um hidratante corporal, principalmente para aquelas partes que ficam mais secas, como as pernas, joelho e cotovelos. Prefira os mais cremosos e emolientes para uma mais sensação de hidratação e frescor.

Escolha também um hidratante facial, de acordo com seu tipo de pele. A utilização do protetor solar ajuda a resguardar sua pele nesse momento de fragilidade.

Os lábios são outra parte do corpo que sofrem bastante no inverno, os cantos da boca ficam mais rígidos e pele dos lábios ficam bem rachada. Para isso, estude a compra de um hidratante labial. Portanto, cuide-se muito!

Autocuidado para pele do joelho e do cotovelo

A pele dos joelhos e cotovelos são as que mais sofrem com ressecamento. E não é muito difícil explicar o porquê, viu? São áreas que ficam constantemente expostas ao sol e, geralmente, sem proteção.

Elas também sofrem com o atrito com roupas coladas, apertadas, confeccionadas com tecidos ásperos e muitas vezes se apoiam em superfícies nada aconchegantes. Essas regiões do corpo têm então maior tendência a escurecimento da pele, sofrendo também com a perda da maciez.

Por isso, inclua também essas regiões no ritual de passagem do protetor solar com um FPS condizente com a tonalidade da sua pele. A esfoliação pode ajudar a deixar a tonalidade da pele na mesma intensidade e brilho do restante do corpo.

Ps* Jamais passe um dia sem aplicar o hidratante corporal nessas áreas, está bem?

Cuidados para evitar o ressecamento da pele do rosto

mulher segurando produto Le Fruit

Para evitar o ressecamento da pele do rosto é necessário protegê-la. A estratégia não muda muito em relação ao restante do corpo. Porém, existem produtos desenvolvidos especialmente para serem aplicados na face. Mais ainda, desenvolvidos para cada tipo de pele.

Além dos hidratantes, protetores solares e labiais, uma boa dica são dermocosméticos que promovem a limpeza da pele, desobstruindo poros. Eles atuam removendo as impurezas deixadas pela poluição ambiental, mas também pela maquiagem. Podem ser usados antes de dormir, para que a pele se renove durante a noite.

As máscaras faciais de argila também podem ser usadas para barrar a desidratação da pele. As formulações com óleos essenciais e argila vão ainda mais além e promovem a nutrição da pele, funcionando mesmo como alimento para ela.

Já falamos aqui sobre a importância dos óleos essenciais na aromaterapia e os benefícios que gera para a pele. Vale dar uma olhada em!

mulher segurando produto Le Fruit no banheiro

Neste conteúdo, você tirou muitas dúvidas sobre pele ressecada. Entre elas, descobriu o que exatamente é e quais fatores podem desencadear esse quadro.

Além disso, conferiu dicas de como evitar a pele ressecada no rosto, joelhos e cotovelos. Por fim, percebeu a importância de desenvolver hábitos diários de autocuidado para deixar sua pele linda.

Espero que essas informações sejam muito úteis para você. Compartilhe esse post com suas amigas e ajude elas a cuidarem da pele com eficiência e assertividade, elas vão amar as dicas!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Nome .
.
Mensagem .

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

✔️ Produto adicionado com sucesso.